O que é um Antivírus e qual sua importância?

O número de tecnologias lançadas pelo mercado cresce a cada dia e por vezes fica difícil acompanhar esse processo.

Novos celulares, computadores, televisores e uma infinidade de eletrônicos são lançados sem que tenhamos tempo de dominar o manuseio de nossa última compra.

No mercado de softwares de segurança não é diferente. Quando se trata de antivírus, as opções variam de acordo com o gosto e até disposição financeira do consumidor.

Mas, você sabe como funcionam esses programas e para que servem? Nós te explicamos!

O que é um antivírus?

Antivírus são softwares que tem a função de identificar ameaças que possam atingir máquinas através da internet. Sendo assim, atuam impedindo que tais ameaças prejudiquem o sistema e também o usuário.

Sejam computadores, celulares, tablets ou qualquer outro aparelho com acesso à internet, é corrido o risco de tais ameaças.

Há muitas formas de contrair vírus: através de e-mails, download de arquivos, pendrives, programas infectados, anúncios, sites pornográficos, etc.

Esses vírus têm como finalidade invadir os aparelhos e interferir em seu funcionamento para destruir e roubar dados, corromper, registrar e também transmitir informações para outros aparelhos.

Os programas de proteção oferecem várias opções de identificação que impedem a entrada de vírus: escaneamento, quarentena, verificação automática, etc.

Vírus em alta o ano todo!

Diferente dos vírus que pegamos e ficamos gripados com mais freqüência em dada época do ano, os vírus informáticos são perigosos o ano todo e não se prevenir poderá fazer com que o preço para se remediar seja bastante alto.

Simplificando, os antivírus têm três funções, que são:

Identificar x Remover x Impedir

Conseguem realizar esse processo contra rootkits, trojans, ransom ware, adware, keyloggers, browser hijackers.

Como funciona?

A maior parte dos programas antivírus funciona de forma automática, com a opção de configurar de quantos em quantos dias será feita a varredura pelo sistema.

Primeiramente, o antivírus rastreia o disco rígido e outros dispositivos de armazenamento externo em busca de ameaças em potencial. Ou seja, faz a inspeção em cada ficheiro, um por um.

As bases de dados também são verificadas, pois é parte essencial a ser protegida.

Com a varredura é gerada a análise que indica o que é necessário ser feito. A depender do antivírus, poderá colocar em quarentena, reparar o arquivo ou ficheiro infectado e ainda apagar.  

É recomendado que seja feita uma análise automática semanalmente e sempre que haver desconfiança de que algo esteja errado, uma análise manual.

Diz-se que as análises dos antivírus são feitas em modo background. Isso significa que não são usados muitos recursos computacionais, não tornando lento o sistema operacional do mesmo.

Quais os tipos de antivírus?

1 – Software antivírus baseado na nuvem

Esse tipo de tecnologia é bastante recente. Consiste em analisar ficheiros na nuvem e não no PC, de modo a funcionar de maneira mais rápida, não pesando os recursos do computador.

Funciona da seguinte maneira: há um ‘cliente’ que fica instalado no computador e faz buscas regulares por malware e vírus (ocupa pouco espaço de memória) e o ‘serviço web’ que faz o processamento dos dados, além de procurar vestígios em sua base de dados.

2 – Software antivírus individual (standalone)

É conhecido por antivírus portável, já que pode ser instalado em um pendrive para ser usado, dentre outras formas, em casos de urgência a sistemas infectados.

Apesar de prático, esse software não substitui outros sistemas de segurança que possuam conjuntos mais completos de proteção.

A maioria não fornece proteção em tempo real ou atualizações de forma constante.

3 – Conjuntos de software de segurança

São tidos como mais que ‘programas antivírus’, pois não só detectam e removem vários tipos de vírus, como também combatem outros tipos de softwares capciosos e fornecem proteção ao sistema em período integral.

A maioria dispõe de firewall, controlo parental e anti-spyware. Também são inclusos programa antivírus independente e até VPN.

Qual a importância dos antivírus?

A evolução tecnológica propicia facilidades de acesso a aparelhos os quais é possível realizar boa parte de nossas demandas diárias.

Sendo assim, os chamados ‘crimes cibernéticos’ também tem se refinado na arte de roubar dados, transferir e várias outras ações maliciosas.

Notícias são divulgadas de casos em que criminosos se passam por pessoas conhecidas dos usuários ou empresas de prestígio no intuito de efetuar seus crimes.

Cresce o número de pessoas que sofrem golpes com informações que somente elas conheciam e tinham acesso. E nesse ínterim podem ser vítimas de golpes que envolvam dinheiro, extorsão e chantagem.

Muitos vírus invadem os sistemas com ações tidas como banais como: abrir o arquivo de um e-mail, clicar em um anúncio, baixar músicas…

Os antivírus são importantes para que ações como essas não ocorram e ponham em risco sua privacidade, conta bancária, compras ou qualquer outro tipo de ação que seja realizado na internet e que obviamente não queremos ter invadidas ou roubadas.

É necessário evitar cair em armadilhas com um antivírus potente ou um sistema completo de segurança.

Empresas não podem bobear

As empresas também precisam se proteger continuamente para não sofrerem ataques de redes, criptografia de dados, roubo de senhas, etc.

Como já dissemos, as ameaças vem se refinando e modificando.

Alguns ataques que as empresas podem sofrer:

1 – Ransowares

Esse tipo de ameaça seqüestra arquivos, documentos ou até o dispositivo de forma completa, criptografando os arquivos e impedido que sejam realizadas ações em geral. Liberando-os apenas mediante pagamento.

2 – Malwares

Softwares desenvolvidos para causar danos ao sistema do computador. Infectam os arquivos e os danificam de forma a fazer com que falhem no funcionamento e agredindo funções vitais. Existem diferentes classificações: worms, vírus, cavalo de tróia, spyware, etc.

3 – DdoS

Essa ameaça sobrecarrega os servidores com solicitações que fazem com que fiquem fora do ar. Atacam essencialmente Websites causando lentidão nos serviços e deixando consumidores insatisfeitos.

4 – Ataques SSL

SSL é um certificado de segurança que pode possuir algumas falhas de segurança. Essas falhas são detectadas por criminosos que interceptam a comunicação simulando autenticidade do certificado usado nas comunicações, estabelecem uma falsa comunicação e roubam dados dos computadores.  

Conclusão

 Agora que você já sabe a importância de ter um antivírus e a rede de ameaças que se pode evitar, leia nosso artigo sobre os 10 melhores antivírus, faça sua escolha e navegue com tranqüilidade.